This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

IPS apoia recolha de testemunhos sobre Festas de Troia

Câmara de Setúbal quer festejos reconhecidos como Património Cultural Imaterial

troia1 troia2

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) é uma das entidades envolvidas na preparação do dossiê para pedido de inscrição das Festas de Nossa Senhora do Rosário de Troia no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

A iniciativa, promovida pela Comissão de Festas de Nossa Senhora do Rosário de Troia, com a parceria da Câmara Municipal de Setúbal, através do Museu do Trabalho Michel Giacometti, encontra-se de momento na sua fase inicial, de recolha de materiais. Procuram-se fotos, documentos, cartazes, artigos de jornal e testemunhos vivos acerca destes festejos seculares que anualmente, em agosto, homenageiam a padroeira dos pescadores setubalenses, e que têm o seu ponto alto numa procissão fluvial, com as embarcações engalanadas a trazer a imagem de regresso a Setúbal.

Neste processo, cabe ao IPS, através da sua Escola Superior de Educação (ESE/IPS), o registo e o tratamento audiovisual dos depoimentos de todos os que, respondendo ao recente apelo do município de Setúbal, se disponham agora a partilhar a suas memórias e vivências destas festividades, dirigindo-se, para tal, ao Museu do Trabalho Michel Giacometti, no Largo Defensores da República. A equipa envolve o docente Pedro Felício, do Departamento de Artes, e estudantes do Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) em Produção Audiovisual.

Com a inscrição deste bem no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, o que se pretende é, segundo a autarquia, "aumentar o reconhecimento de uma manifestação religiosa cujos primeiros registos de sacralidade do local, a Caldeira de Troia, datam de há cerca de 500 anos e que assume cariz sistemático centenário".  

No cumprimento da sua missão de apoio à preservação e divulgação da história da região, a ESE/IPS está igualmente envolvida num outro projeto, de nome "Registo de Memórias", promovido pelo Círculo de Animação Cultural de Alhos Vedros, e já com depoimentos recolhidos. O trabalho, a cargo de estudantes do 2.º ano do CTeSP em Produção Audiovisual, terá continuidade durante o corrente semestre.

Foto: CMS

 

 9 de outubro/2017

  

 

 

Opções
Últimas Notícias
Semana da Ciência e Tecnologia 2017 | De 21 a 24 de novembro
Processo de RVC-IPS | candidaturas até 30 de novembro
ERASMUS+ | Santander Universidades: candidaturas até 30 de novembro
Jogo de Gestão Interescolas | Inscrições abertas
ONcontrol | Concurso de Criação de Sistemas Microcontrolados