This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

IPS coordena investigação para uma gestão mais sustentável da água

Projeto DECIdE apontado como prática inovadora na Administração Pública

O projeto DECIdE, coordenado pelo Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), foi um dos exemplos de práticas inovadoras na Administração Pública apresentados no dia 9 de julho, no Teatro Thalia, em Lisboa.

A apresentação, que decorreu no âmbito do Mês da Inovação, promovido pelo INA - Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas, ficou a cargo de Raquel Barreira, docente da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro (ESTBarreiro/IPS), que descreveu a evolução do trabalho e os pontos fortes deste projeto, cujo fim último é uma gestão mais eficiente e sustentável dos serviços públicos de abastecimento de água.

##1## Raquel Barreira ESTBarreiro 

Já próximo da sua conclusão, o DECIdE está a desenvolver uma plataforma agregadora dos diversos sistemas de informação de que as entidades gestoras já dispõem, que, além da vantagem da centralização de dados, permite também o cálculo de alguns indicadores importantes, tais como o balanço energético e o balanço hídrico, o que torna possível às entidades uma avaliação das suas perdas de água e eficiência energética.

O projeto, desenvolvido em parceria com o Instituto Politécnico de Beja e o Instituto Superior Técnico, está atualmente em fase de testes do protótipo por parte de cinco entidades gestoras também parceiras, nomeadamente as câmaras municipais do Barreiro, Montemor-o-Novo,  Palmela e  Reguengos de Monsaraz e a empresa municipal Infraquinta.

"Este foi já um passo importante, mas para um melhor apoio à decisão ainda são necessárias ferramentas mais avançadas", referiu a docente,  realçando a importância de um outro projeto, o WISDom - Sistema Inteligente de Dados de Água, também coordenado pelo IPS e que vem complementar o primeiro.

Desenvolvido por uma equipa multidisciplinar que combina conhecimentos técnicos de sistemas de abastecimento de água com conhecimentos de ciências de dados, o projeto WISDom "está atualmente a melhorar o protótipo resultante do projeto DECIdE", ao permitir, por exemplo, o tratamento de séries de dados e categorização de consumidores, a previsão de consumos e parâmetros de qualidade da água, a deteção e localização de ruturas e a identificação e caracterização de eventos anómalos, como consumos ilícitos e desgaste do contador, entre outros, enumerou a docente.

Desenvolvido em parceria com a Câmara Municipal do Barreiro, Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja e empresa municipal Infraquinta, o projeto WISDom é uma das iniciativas de investigação apoiadas pelo Governo, através da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), na área da investigação em inteligência artificial e ciência de dados na Administração Pública. 

11 de julho/2019

Opções
Últimas Notícias
Atualização COVID-19 | Plano de retorno dos serviços
Licenciaturas | oferta formativa, acesso, saídas profissionais
Prémio Inovação Jovem Engenheiro distingue docente do IPS
IPS na primeira linha das boas práticas de desenvolvimento sustentável
Pedro Dominguinhos toma posse 'em casa' na 1ª reunião presencial do CCISP